Fale conosco pelo WhatsApp

Mamoplastia de Aumento

A mamoplastia de aumento é um procedimento cirúrgico que visa aumentar ou restaurar o tamanho das mamas por meio da implantação de próteses de silicone. É uma cirurgia plástica que utiliza implantes de silicone para dar mais volume aos seios, melhorar a proporção de mamas assimétricas ou restaurar o volume mamário perdido após perda de peso significativa, ou gestação. As próteses também podem ser utilizadas para reconstruir os seios de pacientes que passaram por mastectomia ou sofreram algum tipo de lesão.

Médica faz marcações abaixo do seio de mulher - mamoplastia de aumento

Imagem: Shutterstock

Destaque como uma das cirurgias estéticas mais procuradas no Brasil e no mundo, a mamoplastia de aumento é realizada com o intuito de melhorar o equilíbrio do corpo, além de proporcionar aumento da autoestima e autoconfiança da paciente. É fundamental que o procedimento seja realizado por um cirurgião plástico especializado e com profundo conhecimento neste tipo de procedimento.

Para quem é indicado?

A mamoplastia de aumento é indicada para mulheres que se sentem incomodadas com o tamanho de seus seios, bem como para aquelas que estão insatisfeitas com a perda da forma e volume mamário por conta do envelhecimento, amamentação ou perda de peso. Mulheres que apresentam mamas de tamanhos ou formas diferentes, ou que possuem uma ou ambas as mamas que não se desenvolveram normalmente também podem optar pelo procedimento.

Este é um procedimento totalmente individualizado, realizado conforme as necessidades e características do paciente. Quem opta por se submeter a este tipo de cirurgia plástica deve sempre fazê-la para si mesma, e jamais para agradar outra pessoa ou para se adequar a um tipo de padrão estético considerado ideal. Além disso, é essencial que o paciente esteja fisicamente saudável e tenha expectativas realistas em relação ao procedimento.

Conversar de maneira sincera com o cirurgião na etapa pré-operatória é fundamental para alinhar essas expectativas e garantir que o paciente tenha uma perspectiva realista em relação ao que pode ocorrer a partir da intervenção. Isso é fundamental tanto para evitar frustrações como para que a mulher entenda todos os detalhes a respeito do procedimento e dos cuidados necessários no pós-operatório.

Como é o pré-operatório da cirurgia de aumento de mama?

O pré-operatório é bastante criterioso, e inclui a realização de exames que visam avaliar as condições de saúde da paciente e identificar possíveis alterações que possam comprometer sua recuperação após a cirurgia de implante de silicone. Os principais exames solicitados são:

  • Hemograma completo;
  • Mamografia;
  • Eletrocardiograma;
  • Ultrassonografia de mamas.

Previamente à mamoplastia, também pode ser necessário ajustar hábitos específicos como reduzir o tabagismo e o consumo de medicamentos de uso contínuo. Dependendo do caso e das características da paciente, o cirurgião plástico poderá passar recomendações específicas e que devem ser seguidas rigorosamente para garantir que tudo ocorra conforme o esperado no dia do procedimento.

A etapa pré-operatória também é essencial para que a paciente tire todas as suas dúvidas a respeito da cirurgia plástica e dos resultados, fazendo com que suas perspectivas sejam realistas. Agende uma consulta com um especialista para fazer uma avaliação de seu caso e entender como a mamoplastia de aumento pode te beneficiar.

Faixas na região dos seios de uma mulher - mamoplastia de aumento

Imagem: Shutterstock

Como é feita a mamoplastia de aumento?

De maneira simplificada, o procedimento de colocar silicone é dividido em 4 etapas — anestesia, incisão, inserção do implante e sutura. Entenda melhor sobre como funciona cada uma delas a seguir:

Anestesia

Essencial para o conforto da paciente durante a cirurgia de aumento de mamas, a anestesia pode ser tanto intravenosa como anestesia geral. A escolha pela metodologia mais adequada será feita pelo especialista.

Incisão

Com o paciente anestesiado, o cirurgião plástico realiza pequenas incisões em áreas como a parte inferior das mamas, em torno da aréola, na axila ou até mesmo pela região da abdominoplastia quando a paciente se submete a este procedimento em conjunto. O tipo de incisão escolhido para a realização do procedimento depende diretamente de fatores como o tipo de implante de silicone que será colocado, o volume desejado e as características anatômicas da paciente.

Inserção do implante e sutura

A colocação do implante de silicone pode ser feita sob o músculo peitoral (retromuscular ou submuscular), diretamente atrás do tecido mamário (retroglandular ou subglandular), atrás da fáscia que recobre o músculo peitoral maior (retrofascial ou subfascial) e em plano duplo, o chamado “dual plane” (onde parte do implante fica atrás do músculo e parte do implante atrás da glândula. O posicionamento e método escolhidos variam conforme as particularidades do procedimento, as expectativas a serem alcançadas, características da prótese e anatomia da paciente.

Por fim, as incisões são fechadas com suturas por camadas, uma técnica que garante melhor fixação da estrutura.

Escolha das próteses de silicone

Existem diferentes formatos, volumes e tipos de implante de silicone que podem ser utilizados na mamoplastia de aumento. Embora o desejo da mulher seja muito importante no momento de decidir pelo tipo de prótese mais adequada, devem ser considerados também aspectos como a elasticidade da pele e o tipo físico da paciente.

A escolha pelo modelo mais adequado deve ser feita de maneira conjunta pelo cirurgião plástico e paciente, ainda durante a etapa de planejamento antes da cirurgia. Alguns dos principais pontos que devem ser decididos são:

  • Formato da prótese: que pode ser arredondada, anatômica ou cônica;
  • Perfil do implante: superalto, alto, médio ou baixo — sendo que, quanto mais alto for o perfil, mais empinada fica a mama;
  • Tamanho: o volume deve respeitar a altura e estrutura física da mulher, podendo variar entre 150 ml a até 600 ml.

Para entender melhor sobre os diferentes tipos e qual o melhor implante mamário, acesse o conteúdo específico de próteses de silicone.

Quanto custa uma cirurgia de mamoplastia de aumento?

Assim como em qualquer tipo de cirurgia plástica, a mamoplastia de aumento é um procedimento individualizado para as características e necessidades de cada paciente. Considerando apenas a prótese de silicone, por exemplo, os valores médios podem variar entre R$ 1.500 e R$ 3.000, dependendo do volume, tipo e material escolhido.

É importante considerar, porém, que o valor total da intervenção não é composto apenas pela aquisição do implante, e inclui quantias relacionadas às consultas e exames pré-operatórios, bem como internação hospitalar, materiais hospitalares utilizados e honorários dos profissionais envolvidos na cirurgia (cirurgião, auxiliar, anestesiologista, instrumentador). Os cuidados pós-operatórios também devem ser incluídos nesta conta.

O preço de uma cirurgia de aumento de mamas, portanto, não pode ser definido sem que a paciente tenha passado em consulta presencial com um cirurgião plástico. O próprio Conselho Federal de Medicina (CFM) determina que a divulgação de valores para um procedimento jamais deve ser feita sem uma avaliação criteriosa de um especialista.

Muito mais do que uma quantia, porém, é recomendado que a mulher avalie o valor de sua autoestima, bem-estar e outros benefícios que podem ser alcançados.

Pós-operatório e resultados mamoplastia de aumento

Embora possa variar de acordo com a técnica aplicada para a implantação do silicone, o período pós-operatório da mamoplastia de aumento geralmente é de 24 a 48 horas, seguido de um período de repouso de aproximadamente 15 dias, para cuidados em casa. Além disso, a paciente precisa tomar cuidados específicos ao longo dos primeiros meses após a cirurgia, incluindo:

  • Evitar dormir de lado ou de barriga para baixo por, pelo menos, 30 dias;
  • Usar sutiã cirúrgico, essencial para sustentar a prótese nas primeiras semanas;
  • Não praticar exercícios físicos ou carregar peso até liberação médica;
  • Cuidar dos pontos e tomar os medicamentos conforme orientação médica;
  • Não levantar os braços acima da cabeça e evitar movimentos bruscos nos primeiros dias após a cirurgia de aumento de mamas.

Todas as recomendações do pós-cirúrgico de implante de silicone são passadas detalhadamente no momento da alta hospitalar, e seguir todos os cuidados é essencial para evitar intercorrências e garantir o sucesso da intervenção.

Os primeiros resultados da mamoplastia de aumento podem ser observados logo após a cirurgia, mas ainda haverá inchaço e pontos visíveis. O resultado final deve ser visto em 4 a 8 semanas, aproximadamente.

Riscos e complicações da mamoplastia de aumento

A cirurgia de aumento de mamas é contraindicada para pacientes com patologias que afetam especificamente os seios, além de outros problemas de saúde que possam comprometer a cicatrização e a recuperação pós-operatória. Mulheres que ainda não apresentam mamas completamente desenvolvidas geralmente também são desaconselhadas a realizar o procedimento, embora possa haver exceções.

Assim como acontece com qualquer tipo de intervenção cirúrgica, a mamoplastia de aumento oferece riscos à paciente. Embora sejam raras, as principais complicações estão associadas a:

  • Infecção;
  • Má cicatrização das incisões;
  • Acúmulo de líquido;
  • Alterações na sensibilidade da mama ou mamilo;
  • Formação de tecido cicatricial rígido em torno do implante de silicone;
  • Ruptura da prótese;
  • Riscos anestésicos e complicações cardíacas ou pulmonares.

Seguir as recomendações médicas antes e depois da mamoplastia de aumento é fundamental para o sucesso da cirurgia, assim como cuidar da saúde ao longo da vida.

(foto)

Principais dúvidas sobre a cirurgia de implante de mama

É natural que as mulheres interessadas em realizar uma cirurgia de implante de silicone tenham uma série de dúvidas a respeito do procedimento e dos resultados que podem ser alcançados. Confira a resposta para alguns dos principais questionamentos comumente feitos pelas pacientes:

Como é a cicatriz da mamoplastia de aumento?

A cicatriz resultante da cirurgia de implante de mama varia de acordo com os locais onde foram feitas as incisões na pele, mas é sempre uma marca pequena e discreta. Alguns fatores podem influenciar na aparência final da cicatriz, tais como as características do organismo do paciente e os cuidados que foram tomados ao longo do processo de cicatrização.

Quando tempo dura a cirurgia de aumento de mamas?

O procedimento de implante de silicone nos seios dura aproximadamente 1 hora, mas alguns fatores como a técnica empregada e as condições físicas da paciente podem fazer com que a intervenção seja mais rápida ou demorada.

Preciso trocar o implante de silicone?

Na maioria dos casos, as próteses mamárias não precisam ser trocadas após um determinado período. Porém, os resultados alcançados por meio da mamoplastia de aumento não são permanentes, e os seios podem sofrer alterações associadas ao envelhecimento natural do organismo, às alterações hormonais e oscilações de peso. É recomendado fazer um acompanhamento regular para verificar possíveis alterações na prótese.

Caso a paciente volte a se sentir insatisfeita com a aparência dos seios após alguns anos, ou caso seja identificado um desgaste que pode comprometer a saúda da mulher, uma nova cirurgia pode ser recomendada.

Posso colocar silicone antes de engravidar?

Sim, a mamoplastia de aumento pode ser realizada antes de a paciente engravidar, e a presença do implante de silicone não prejudica a gestação ou a amamentação. Vale destacar, entretanto, que as mamas podem ficar mais flácidas após o período de amamentação, podendo ser realizada uma nova intervenção para readequar a forma dos seios.

Preciso realizar acompanhamento médico depois da cirurgia?

O acompanhamento médico é necessário tanto no período pós-operatório como nos anos seguintes à cirurgia de implantação de silicone. Em geral, o paciente precisa comparecer a uma consulta na semana seguinte ao procedimento para retirar os pontos e verificar como está a cicatrização. É necessário passar por avaliações regulares, com consultas que vão se espaçando conforme o paciente evolui em sua recuperação. A periodicidade de consultas deve ser apontada pelo cirurgião.

Mesmo após a completa recuperação da paciente, é importante que as mamas operadas sejam avaliadas pelo menos anualmente para controle clínico.

Quem tem prótese de silicone pode ter câncer de mama?

A presença da prótese de silicone não é considerada um fator de risco para o desenvolvimento de tumores mamários, embora o implante possa dificultar o diagnóstico em alguns casos.

Como escolher o especialista em mamoplastia de aumento?

Escolher o cirurgião plástico que vai se responsabilizar pelo procedimento é uma das etapas mais importantes de todo o processo de aumento de mamas com silicone. Ao pesquisar os profissionais especializados neste tipo de intervenção, é fundamental verificar se eles são membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e possuem experiência em operações estéticas.

Outra sugestão é pesquisar recomendações e demais opiniões de pacientes que já realizaram procedimentos com o especialista escolhido, além de conversar abertamente com o cirurgião no momento das consultas iniciais. É fundamental que o profissional transmita confiança e seja atencioso com suas necessidades e anseios.

A Clínica Clincer é especializada em procedimentos cirúrgicos que visam proporcionar harmonia anatômica e fisiológica dos indivíduos. Entre em contato e agende uma consulta e saiba tudo sobre a cirurgia.

Fontes:

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica;

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica — Regional Santa Catarina;

Clínica de Cirurgia Plástica – Clincer.

QUEM TEM UMA
BOA IMAGEM
TEM TUDO.

Entre em contato
conosco e agende
sua consulta

Atendimento pelo WhatsApp

Fale conosco pelo WhatsApp (11) 99318-1644