Fale conosco pelo WhatsApp

Como é realizada a mamoplastia com prótese?

Médico segura prótese de silicone próxima a mulher com soutien

Mamoplastia com prótese pode ser associada a diferentes técnicas cirúrgicas, sendo importante avaliação do cirurgião plástico para decidir sobre a cirurgia e escolher o silicone

A mamoplastia de aumento, também conhecida como mamoplastia com prótese, é uma das cirurgias plásticas mais realizadas pelas brasileiras devido aos bons resultados estéticos que são alcançados, podendo resolver insatisfações relacionadas ao volume das mamas, mas não apenas.

As cirurgias plásticas dos seios podem ser de aumento, redutora, lifting (mastopexia) ou reconstrutiva, sendo que as indicações dependem das especificidades do caso. Entenda melhor a seguir!

Quais as indicações da mamoplastia com prótese?

Como visto, existem diferentes tipos de mamoplastia com prótese e cirurgias nas quais o silicone não é recomendado, mas essas indicações dependem diretamente da avaliação do cirurgião plástico. As diferenças entre as cirurgias incluem:

  • Mamoplastia de aumento: procedimento recomendado para mulheres que estão insatisfeitas unicamente com o tamanho reduzido dos seios, sendo que essa mamoplastia com prótese promove o aumento do volume mamário;
  • Mamoplastia redutora: casos nos quais a paciente tem seios fartos que podem, inclusive, gerar problemas físicos de saúde devido ao peso das mamas. Nesses casos, a cirurgia plástica inclui a redução das mamas, mas pode ser associada à colocação de prótese, removendo tecidos e colocando a prótese para uma aparência mais firme;
  • Mastopexia: também chamado de lifting mamário, a técnica é indicada para mulheres com excesso de flacidez nos seios. Pode ser associada à colocação da prótese de silicone para uma estética mais firme e volumosa dos seios após a remoção do excesso de pele;
  • Mamoplastia reconstrutiva: técnica recomendada para mulheres após a mastectomia que inclui a retirada das mamas em decorrência do câncer de mama. Inclui geralmente a mamoplastia com prótese e, em alguns casos, a reconstrução da aréola.

Portanto, apesar de a mamoplastia de aumento e a reconstrutiva serem as que invariavelmente utilizam prótese de silicone para aumento do volume das mamas, outros tipos de mamoplastia também podem recorrer à colocação da prótese para obter resultados estéticos melhores.

Em casos de mamoplastia redutora e mastopexia, a avaliação do cirurgião plástico é determinante para indicar a colocação ou não da prótese de silicone, garantindo satisfação estética e atendendo as expectativas iniciais da paciente.

Como é escolhida a prótese de silicone?

Após a definição pela mamoplastia com prótese, diversas escolhas devem ser realizadas em conjunto entre paciente e cirurgião plástico, pois os modelos variam em forma, perfil e volume. Entenda a seguir:

  • Forma da prótese de silicone: varia entre cônica (que aumenta a projeção dos seios), redonda (que garante contorno natural das mamas) ou anatômica (que garante um formato natural aos seios);
  • Perfil da prótese de silicone: as opções variam entre super alto, alto, moderado e baixo, sendo que quanto mais alto for o perfil, mais empinado e projetado será o resultado, o que promove um resultado estético menos natural;
  • Volume da prótese de silicone: a definição do volume da prótese depende de fatores como estrutura física, tamanho do tórax, tendência à flacidez e estrias, espessura da pele e expectativas com a cirurgia. O mais comum são próteses de, em média, 300 ml, mas elas podem variar entre 150 e 600ml.

Portanto, a opção pela mamoplastia com prótese pode variar imensamente de acordo com o tipo de intervenção cirúrgica que será feita e quais as características da prótese, que deve considerar as particularidades da paciente e seus objetivos estéticos.

Os resultados e processo cirúrgico também serão influenciados por essas definições mais técnicas, como por onde será inserida a prótese (incisão axilar, periareolar ou infra mamária) e se a prótese será inserida abaixo ou acima do músculo peitoral.

Esse conjunto de definições é complexo, razão pela qual é fundamental contar com um cirurgião plástico de confiança e com experiência para melhores decisões cirúrgicas que vão influenciar na segurança e qualidade dos resultados da mamoplastia com prótese.

Fontes:

Clínica Clincer

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP)